Get Adobe Flash player
Banner
Declaração de Fé
Notícias em Foco



Grupo de Guerreiros Intercessores

VISÃO

No poder do Espírito Santo, ser um Grupo de Guerreiros Intercessores, reparadores de brechas - (Amós 9: 11) -, atalaias, que não se calarão nem de dia, nem de noite - (Isaías 62:6-7), para manter um canal aberto de Intercessão em favor da Igreja, da cidade, do Brasil e das nações.


MISSÃO

Fazer discípulos de Jesus. Manter e preparar um Grupo de Guerreiros Intercessores conduzindo-os a uma profunda comunhão com Deus, a fim de gerar nos mesmos um coração que busque intensamente o Reino de Deus e a sua a vontade para a Igreja – (seus ministérios, liderança e famílias) - , a cidade, o Brasil e todas as nações.

 

VALORES
Fé , Amor e Esperança para clamar com compaixão, sem nunca desanimar.

 

PRINCÍPIOS

  1. A Palavra de Deus é fiel e digna de toda a aceitação - I Timóteo 4.9
  2. A Oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. – Tiago 5.16
  3. Pela oração se alcança:
    1. A libertação e cura interior, (Isaias 61. 1,3);
    2. A cura de enfermidades físicas (Tiago 5. 14,15);
    3. A restauração dos ministérios (Efésios 4.11,16);
    4. A vitória na batalha espiritual (Efésios 6. 11,20).

 

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

 

I - Requisitos para ingresso e participação neste grupo.

  1. Ser membro da Igreja Batista Boas Novas
  2. Ter uma decisão pessoal baseada no chamado específico de Deus para intercessão;
  3. Após atendimento pastoral específico, ser apresentado ao GGI para integração;
  4. Participar de Seminário interno de Treinamento para novos intercessores, através da Escola de Líderes.
  5. Ter o compromisso de estar em preparação permanente para esta obra;
  6. Participar dos eventos promovidos pela Escola de Líderes, quando convidado;
  7. Ter o compromisso de ser discipulável através de ministrações e treinamentos;
  8. Ter o compromisso de discipular outros, conforme orientações recebidas;
  9. Estar caminhando debaixo da visão do Ministério Pastoral da Igreja;

10. Estar disponível para o Senhor;

11. Participar da Escola de Líderes quando convidado;

12. Seguir o programa de intercessão da igreja.

 

II - Programas de Capacitação e treinamento

  1. Ministração pastoral individual.
  2. Encontros periódicos, sistemáticos, para ministração pastoral.
  3. Seminários e Congressos internos, através da Escola de Líderes.
  4. Participação em Seminários e Congressos externos de Intercessão, conforme indicação do pastor e ou Líder do Ministério.
  5. Reuniões ministeriais.

III - Atribuições Gerais do GGI

  1. Apoio espiritual através cobertura de intercessão à igreja e seus ministérios no decorrer dos cultos e reuniões, congressos, acampamentos, seminários e demais eventos.
  2. Interceder por todos os motivos de oração que cheguem até a IBBN
  3. Envolver-se com os motivos de oração de alcance local, nacional e mundial.
  4. Recepção e atendimento dos Pedidos de Oração que chegam através das reuniões da igreja e da Internet;
  5. Atendimento a pessoas que procuram à igreja, Visitas programadas e solicitadas pelo pastor e ou Líder do Ministério.
  6. Atividades de discipulado com base na Palavra
  7. Estar na linha de frente dos programas especiais de oração como: Correntes de Oração e Campanhas de Jejum, Vigílias e outros.

 

IV - Procedimentos Específicos

1. Antes dos cultos/eventos

  1. a)Chegar aos cultos/eventos com antecedência mínima de 15 minutos
  2. b)Orar com todos os intercessores presentes, mesmo com os que eventualmente não estiverem escalados.
  3. c)Momento breve de oração pelos intercessores
  4. d)Os que chegarem após o início do culto/evento devem se integrar ao grupo.
  5. e)Não é necessário haver deslocamentos para orar por quem chegou após o início do culto/evento.
  6. f)O intercessor escalado deve ungir o local com a máxima discrição e de acordo com orientação do líder do Ministério e/ou pastor;
  7. g)Se o intercessor escalado não estiver, qualquer intercessor presente tome a iniciativa para ungir o local.
  8. h)Estar atento ao mover do Espírito Santo para clamar por alguma situação e/ou participante dos cultos/eventos.

2. Durante os cultos/eventos

  1. a)Estar em intercessão, com a máxima discrição, sempre atentos às orientações específicas do líder do Ministério e/ou pastor;
  2. b)Evitar movimentos, gestos, expressões ou qualquer outra atitude que possa desviar a atenção dos participantes;
  3. c)Não tomar iniciativa não rotineira, sem que antes tenha tido permissão do líder do Ministério e/ou pastor;
  4. d)Não se aproximar de ninguém para orar, exceto se houver orientação do líder do Ministério e/ou pastor, neste sentido;
  5. e)Estar atento ao mover do Espírito Santo para clamar por alguma situação e/ou participante dos cultos/eventos.
  6. f)Durante a ministração final:
    1. 1.Não ir à frente, exceto se for para ser ministrado. Neste caso pare de interceder pelos outros;
    2. 2.Manter-se nas posições/locais onde esteve no decorrer do culto/evento;

3. Depois dos cultos/eventos

  1. a)Manter-se nas posições/locais onde esteve no decorrer do culto/evento;
  2. b)Não atender a ninguém para orar, porque o ministrante já o fez;
  3. c)Estarem juntos para receberem/participarem da ministração final do pastor ou ministrante;
  4. d)Não é preciso se reunir para orar, ao final dos cultos/eventos.

4. Projetos Especiais

  1. Encontro dos Guerreiros de Oração – Culto das sextas-feiras. Evento cuja promoção, e responsabilidade deve ser do MIN.
  2. Casa de Força – Para funcionamento no decorrer dos cultos (Oração no decorrer dos cultos);
  3. Torre de Vigia Sala de Oração - Talvez possamos chamar esta sala de outro nome ligado à oração. Preparar a sala (Janela, pintura, limpeza, ornamentação, som, móveis)
  4. Mães Intercessoras DESPERTA DÉBORA - Mães que estejam comprometidas a orar 15 ou 20 minutos por dia, pela vida espiritual de seus filhos e por um despertamento espiritual na vida dos jovens brasileiros, como nunca houve;
  5. Correntes de Oração e Jejum - Estabelecer uma agenda para estes eventos, tendo em vista a dinâmica e as ênfases vividas pela igreja conforme orientação do Ministério Pastoral;
  6. Vigílias – Criar condições para: planejamento com antecedência; envolver mais os membros da igreja; divulgar no bairro e nas igrejas da redondeza e rádios; convidar palestrantes, músicos e outras ações que julgarmos importantes;
  7. Relógio de Oração - Funcionamento com a participação do publico interno (membros e assistentes) e público externo;
  8. S.O.S. Oração - Estudar meio e demais condições de funcionamento, para podermos divulgar, inclusive na Internet;

Todas as Ações Ministeriais serão desenvolvidas conforme programa definido pelo pastor e/ou Líder do Ministério.

 
Twitter icon

Veja o que está acontecendo na Igreja Batista Boas Novas - RJ

  • Loading...
Webradio

webradio

300x250_celular_android

Quem está Online
Nós temos 15 visitantes online
Cultos gravados
mensagens-audio-logo1
Intercessão
logo-intercesso
Login de Membros IBBN



Ministérios Relacionados
logo boas novas mundo.1

abertura

omeb

Facebook